Blog posts

A cidade mais cosmopolita da Espanha

A cidade mais cosmopolita da Espanha

Dicas

A Europa tem lugares memoráveis e destinos que atraem muitos brasileiros, principalmente na Península Ibérica. Fugindo de Portugal, a primeira opção costuma ser a Espanha, país que inclusive recebe a maioria dos voos do Brasil. A capital espanhola, Madrid, é uma das melhores opções para quem quer viajar para o exterior, principalmente como primeira cidade para conhecer a Europa.

Madrid é a maior cidade da Espanha e a terceira maior da União Europeia, depois de Londres e Berlim. Ela está localizada no centro do país, na Comunidade de Madrid, que abrange uma área urbana maior que a do município.  Madrid é a capital nacional, sede do governo e a residência da monarquia espanhola, além de ser um centro cultural, econômico e político extremamente importante para o país. Uma organização muito importante mundialmente que tem sede em Madri é a Organização Mundial do Turismo (OMT), que pertence à Organização das Nações Unidas (ONU).

Apesar de ter uma infraestrutura moderna e funcional, a cidade preserva muito de sua história com bairros antigos e ruas centenárias. Listamos algumas das atrações que não podem ficar de fora do seu roteiro pela cidade. Confira:

• Museu Nacional del Prado

O Museu do Prado é o mais famosos da cidade e um dos mais importantes do país e da Europa. Com um acervo de tirar o fôlego dos apaixonados por artes, é possível ver obras originais de artistas como Velásquez, El Greco, Botticelli, Goya e Caravaggio. O prédio foi ideia de Carlos III (que reinou de 1759 até 1788), a proposta era projetar um edifício destinado às ciências. Juan de Villanueva foi o arquiteto responsável por criar a obra mais ambiciosa da Espanha na época. Contudo, o museu só foi inaugurado em 1819 por Fernando VII e já contava com coleções de arte da nobreza. Ao todo, na abertura, o Museu do Prado contava com 311 obras de arte, todas de artistas espanhóis.

Madrid
Museu do Prado

Em 1872 o acervo do Museu da Trindade foi doado ao Museu do Prado e obras religiosas e bens eclesiásticos foram incorporados ao local. Com essa fusão, o espaço ganhou novas doações de obras de arte, heranças e até mesmo doações que aumentaram a importância mundial do museu.


• Real Madrid FC Bernabeu Stadium Tour

Um dos melhores times da Europa e do mundo, o Real Madrid tem seu estádio, o famoso Santiago Bernabéu, localizado na capital espanhola, no lugar do antigo estádio do time, o Charmartín. O estádio foi inaugurado em dezembro de 1947 com o antigo nome, sendo renomeado em 1955 em homenagem ao ex-presidente do clube e ponto-chave para a construção do estádio, Santiago Bernabéu. Após uma grande remodelação no clube, o estádio passou de um pouco mais de 75 mil lugares para espectadores para 81 mil.

O estádio foi um dos que recebeu jogos da Copa do Mundo FIFA 1982, sendo palco da final entre Alemanha e Itália. Além dessa importância para o esporte, o local também conta com um museu das vitórias do time, muito bacana para os torcedores dos “los blancos” e para os que apreciam a arte da bola.

Madrid
Estádio Santiago Bernabéu, em Madrid


• Palácio Real de Madrid

O Palácio Real de Madrid é a residência oficial do Rei da Espanha e sua família na capital espanhola. Considerado o maior palácio real na Europa, o local funciona como casa real desde a época de Carlos III, em meados do século XVIII. Foi construído no mesmo local onde se encontrava o Real Alcázar de Madrid, destruído em um incêndio que durou três dias em 1734.

A localização do Palácio Real de Madrid é uma das muitas vantagens de se visitar o monumento. Perto de grandes atrações nacionais, as ruas também tem um charme único, misturando o moderno com história.

Madrid
Palácio Real, em Madrid

• Museu Thyssen-Bornemisza

O Museu Thyssen-Bornemisza é um museu com sede no Palácio de Vilahermosa e foi todo organizado pelo governo da Espanha quando aconteceu a aquisição da coleção de arte da família Thyssen-Bornemisza, uma família alemã muito rica produtora de aço e produtos bélicos, principais financiadores da ascensão de Hitler ao poder.

O Palácio Villahermosa foi construído no final do século XVIII e início do século XIX, com ampliações acontecendo em 1992 e 2004. A proposta foi melhorar a acomodação de obras de arte, pinturas e esculturas importantes para a humanidade. A fachada foi toda preservada mas o seu interior foi bem modificado. É possível ver obras do renascimento até o século XX, todas organizadas de acordo com o andar do edifício.

No terceiro andar é possível encontrar o trabalho de mestres italianos, holandeses e alemães do século XVI, com pinturas de Jan Van Eyck, Carpaccio, Holbein e uma galeria toda dedicada a El Grego, Bernini, Caravaggio, Tiziano dentre outros. No segundo andar, pinturas holandesas do século XVII até século XX, com pinturas de Rembrandt, Hals e Max Beckmann e ainda com algumas obras do Impressionismo, Romantismo, Rococó, Realismo e Neoclassicismo com artistas como Van Gogh, Cézanne, Gauguin, Canaletto e muitos outros. O primeiro andar é dedicado ao cubismo, das vanguardas até Pop Art, reunindo grandes obras do século XX. Já pensou ver de pertinho obras de Pizasso, Dalí, Pollock e Kandinsky? É possível!

Madrid
Museu Thyssen-Bornemisza

• Lazaro Galdiano Museum

O Museu Lázaro Galdiano abriu em janeiro de 1951 e era o sonho realizado de José Lázaro Galdiano, que gostaria que sua coleção pessoal servisse para formação de indivíduos e que pudesse ser desfrutada pelo máximo de pessoas e futuras gerações. A inauguração do espaço foi muito bem vista por profissionais da área e pelo público por conta da variedade cultural e riqueza de detalhes das obras presentes na coleção pessoal.

Ao todo, são 4.820 peças distribuídas pelos quatro andares do edifício, que segue um esquema simples: o térreo apresenta José Lázaro em suas facetas, como colecionador de arte, admirador de Goya, editor e bibliófilo. Outro atrativo do andar é a Câmara do Tesouro, uma das melhores coleções europeias que contemplam artefatos do século III a. C. até o final do século XIX.

No primeiro andar, a decoração e distribuição original são mantidos, incluindo o teto pintado por Lucas Villamil, objetos de madeira, rodapés de mármore e arte espanhola do século XV até XIX. O segundo andar, antiga zona privada da casa, foi transformada no século XX e oferece uma seleção especial de obras de escolas europeias, como a italiana, a flamenca, alemã, holandesa, francesa e inglesa. O terceiro andar, “Gabinete do colecionador”, exibe objetos não representados no resto do museu, como moedas, ferros, medalhas e até armas, passando por cerâmicas, louça e até esculturas.

Lázaro Galdiano e família

EXTRA! Tablao Flamenco – Torres Bermejas

O Flamenco é um estilo de música típico espanhol. Ainda que tenha sua origem no sul, na região de Andaluzia, a dança e a “guitarra” flamenca estão espalhadas pelo país. É fundamental viver a experiência de um show de flamenco em um “tablao” tipicamente espanhol.

O melhor de escolher assistir a um espetáculo de Flamenco nas Torres Bermejas é que você consegue ter uma experiência gastronômica com comidas típicas do país, como “tapas”, os famosos aperitivos, além de pratos com ingredientes fundamentais na culinária espanhola.

Madrid
Flamenco é a dança típica da Espanha

Madrid é uma cidade cosmopolita que sabe preservar sua história e cultura. O destino tem muitas opções de pontos turísticos e locais excelentes para fazer compras e apreciar a gastronomia local. Não deixe de conhecer a capital espanhola.

Para conhecer todas essas e muitas outras atrações em Madrid, garanta seu cartão GoCard Madrid comprando aqui.

About the author

Aqui você encontra dicas, novidades, curiosidades e tudo relacionado à viagens! Tudo pra você que precisa de uma ajudinha pra planejar sua viagem, ou pra você, que assim como eu adora viajar e quer saber os melhores destinos. Vem com o Tio!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *